segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Churrasco no Inverno

Oigate

Quando dá vontade de comer uma carninha, a gente até acha carne como no Brasil, mas tem que procurar bastante. A gente conseguiu encontrar por aqui o Alim-Pôt, que é um açougue português, mas com muitos produtos brasileiros, como por exemplo, a picanha à vácuo. A gente até consegue comprar picanha no Costco, mas ela vem junto com as outras carnes (alcatra, maminha, etc), em uma bola de carne de quase 8kg, custando em torno de $50, e a gente precisa se desdobrar no YouTube para saber como "tirar" a picanha de lá de dentro (veja o vídeo). Mas como eu não sei como fazer, então prefiro comprar a peça pronta.

E daí, é só assar, como demonstrado nos vídeos abaixo, eheheh.... A churrasqueira tem que ficar na rua e a gente tem que deixar a carne lá assando, porque se a gente ficar junto, a gente congela. Estivemos este final de semana na casa de amigos em Blainville, perto de Montréal, e passamos pela experiência... Para sair para ver a carne, tem que colocar bota e casaco também. Enfim, é uma aventura para assar o churrasco e às vezes dá vontade de fazer no forno, como aliás eu normalmente faço, mas não tem nem comparação com a carne feita na "churrasqueira" a gás que a gente tem por aqui... vejam os vídeos.




Abração e a Paz
Igor Schultz

2 comentários:

Paola Tavares Silva Wortman disse...

deixou a gente aqui com agua na boca!
beijos!!

Janete disse...

Olá, Igor e Cris
Uma das maiores reclamações que eu ouço de amigos que foram para o exterior, é sobre a carne.
Parece que as carnes aqui do sul do Brasil, do Uruguai e Argentina são inigualáveis.
Tenho um amigo uruguaio que mora em Otawa, e diz que sente muita saudade das carnes da terra dele.
Mas, fazer churrasco na neve parece uma loucura!
Pelo menos não precisa de geladeira para gelar a cerveja! Risos.
Um grande abraço a todos!