sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Au Revoir, São Caetano!

Olá, Pessoal

Apesar deste ser um blog familiar, este post é mais de autoria do garotão aqui, Igor.
Lembram-se do link "Buscando um Lugar para Morar (Parte II)"? Então, eu estava refletindo sobre ele ontem, quase um ano depois e decidi escrever... Hoje foi o último dia de trabalho aqui em São Caetano. Agora, trabalho só no Canadá. Concluí o projeto de implantação do sistema na empresa e a despedida foi uma festa e uma choradeira! Na verdade, a semana inteira foi de despedidas, pois neste ano fiz muitas amizades aqui e tive de me despedir de todos. E também tirei fotos de todos os lugares para guardar de recordação. É mais uma parte do desapego. Provavelmente nunca mais verei estas pessoas, exatamente como era no Caminho de Santiago. Mas levo um pouco de cada uma comigo.
Mas hoje, enquanto a cidade ia desaparecendo pela última vez através da janela do trem, me passou pela cabeça que este último ano realmente foi um ano quase que todo dedicado à preparação para ir ao Canadá, mas que ao mesmo tempo, foi vivido intensamente! Não foi como um piscar de olhos, onde o tempo que fiquei aqui passou e não percebi, mas foi vivido com intensidade. Até música em estúdio eu gravei aqui! E agora, percebo como tenho que agradecer por isso, pois todas essas experiências também serão de muita valia na nova casa: as aulas de francês, o contato com pessoas do exterior todo dia, tocar nas missas, andar de trem e metrô, por exemplo, é muito bom, pois em Curitiba não existe isso, mas em Montréal tem sim e já estaremos acostumados. Me virar para achar lugar para morar, para comer, tudo isso também foi válido e vai me ajudar. Foram dias bem vividos, mas sempre de muita saudade de casa. Gostaria muito de poder ter feito tudo isso mas em Curitiba junto com a Cris e as Crianças...

Enfim, eu nunca havia tomado as rédeas da minha vida pra nada, mas essa história do Canadá foi uma coisa que nós - os Schultz - criamos do zero. E é impressionante, mas à medida em que fomos criando, fomos percebendo os sinais de Deus indicando que esse assunto era realmente para ser levado adiante. E hoje tenho crença plena que nós temos uma tarefa a realizar também para Deus no Canadá. Então, no começo, essa história de Canadá era uma coisa nossa, para nossa realização, mas agora, já entreguei nas mãos de Deus e quero só curtir. E o que vier, faremos.

Acabando o trabalho no Brasil, agora, a única coisa a fazer é se preparar para a viagem. Nada mais. Executar as coisas que estão nas planilhas, vender os móveis, alugar a casa, emagrecer o gato para caber na gaiola, etc. Antes eu me dedicava à viagem, mas como algo à parte. Agora, a vida será só isso nas próximas semanas.

Mas a minha grande esperança é poder me estabelecer em Montréal e não mais precisar viajar a trabalho. Quero viver intensamente a experiência da mudança junto com a família, na verdade, até viver intensamente a experiência de família!!! Pois esse tempo todo de viagens acaba criando uma vida solitária, e não quero me acostumar com isso. Quero estar junto com os meus... Essa é uma boa razão para mudar tudo também, não?
E agora, olhando pela janela da salinha da Gol aqui em Guarulhos, vejo o aviãozinho do Canadá. Daqui a duas semanas estarei embarcando neste avião para escrever o post "Buscando um Lugar para Morar (Parte III)", já em terras geladas.... com passos firmes de quem sabe onde quer chegar!!!

Abração e a Paz

3 comentários:

Renata, Dory, Olívia e Vítor disse...

São Caetano é minha terra natal! Saudades desse cantinho do mundo...
Logo vcs chegam aqui no Canadá e poderão desfrutar as coisas boas daqui tb.
Boa sorte na reta final.
Renata

Lupatinadora disse...

É muito esquisita essa sensação do "é a última vez que estou passando por aqui". Faz parte de toda mudança, principalmente uma deste tamanho. E vai ser um outro turbilhão de emoções chegando no Canadá...

A experiência da imigração, do desapego, de falar tchau, de não saber quando vai ver a família de novo não é pra qualquer um - mas é tão enriquecedora!

Estamos esperando a família Schultz!

Paola Tavares Silva Wortman disse...

lindo post, igor. muito bem escrito. o friozinho na barriga veio ate aqui ... e vc esta certissimo em pensar que conciliar a vida profissional a pessoal - na minha humilde opiniao, familia e tudo na vida. muita sorte e que deus os abencoe.
beijos, paola