segunda-feira, 16 de abril de 2012

Toronto ou Montréal?

Olá, Povo de Deus

Enquanto estivemos em Toronto e arredores na Páscoa, nao pudemos deixar de conversar com os nossos amigos sobre as impressoes do local, pois sempre temos uma pulguinha atrás da orelha sobre ir morar no lado inglês do Canadá. Nesta viagem de Páscoa, colhemos algumas impressoes sobre o assunto, que eu gostaria de compartilhar no intuito de ajudar aos que possam estar decidindo em qual cidade morar. É claro que tudo o que nós vimos é filtrado pelas nossas opinioes e valores, assim, algo que pode ter valor para nós pode ser diferente para outra pessoa, e é isso que faz cada um de nós especiais e únicos, nao é mesmo? Mas vamos lá:

A primeira impressao já temos quando cruzamos a fronteira de Québec para Ontario: a estrada muda completamente de um asfalto esburacado para um concreto claro e novinho. Nao sei o que acontece, mas realmente toda a malha viária é melhor conservada.  Dentro da cidade, achamos ruas limpas, com sinalizaçao bem pintada no chao e placas, bastante orientaçao. Hoje estávamos voltando da Igreja e percebi que a maioria das ruas do centro de Montréal nao têm sinalizaçao pintada no chao, ou a sinalizaçao é bem antiga e nao foi repintada. Quase sumiu. Porém, por outro lado, vemos grandes expressways com 5 pistas, e até pistas, mas que, de acordo com o povo local, ficam entupidas e engarrafadas em horários de pico. Imaginem a quantidade de gente para entupir uma via de 6 pistas... Nao é brincadeira nao. E a cidade de Toronto é um sonho. Achei tudo muito organizado, limpo, sinalizado, e, principalmente, nao tem esse monte de obras e cones nas ruas que temos aqui em Montréal. Realmente o povo "torontense" parece cuidar (ou se importar) mais com este aspecto estético.

Por isso, é necessário usar o transporte público, e entramos em um outro ponto: ouvimos falar muito mal do transporte público local. Eu pessoalmente utilizei o metrô quando estive trabalhando em Toronto e achei as estaçoes muito antigas, bem como os trens, que sao bem mais lentos, se comparados aos de Montreal, e levei quase 1h para ir do centro a North York, que fica à aproximadamente 14km do centro. O pessoal que mora nas cidades das redondezas, como Whitby, Mississauga e Oakville, conta com uma infraestrutura maravilhosa para se viver e as cidades sao muto bonitas e tudo parece novo. Para ir à Toronto usando o transporte público existe o GoTrain, que é parecido com o Train de Banlieue daqui. Porém, fui informado que um passe de GoTrain mensal pode custar até 250 dólares. No meu caso, 4 pessoas, eu pagaria 1000 dólares pelo passe mensal. Fica difícil de vir a Toronto todos os dias. Uma das famílias que visitamos está se resolvendo em sua própria regiao, onde o marido e a esposa arrumaram trabalho e as crianças frequentam a escola local. Ou seja, tudo na própria regiao, como já dizia o arquiteto curitibano Jaime Lerner. Vale lembrar que aqui em Montréal, as tarifas também possuem valores que variam conforme à distância do centro, indo até 232 dólares para os destinos mais distantes. Esta tarifa no entanto inclui metrô e ônibus.

Falando em escolas, claro, fica muito mais fácil de encontrar vagas em escolas de todos os níveis se você morar no subúrbio. Tivemos informaçoes sobre o DayCare, onde aparentemente é muito mais difícil de se conseguir uma vaga na regiao de Toronto, mesmo na rede privada. Porém, se você for para as cidades mais longe, fica mais fácil, pois a demanda é menor. Achamos legal que nas escolas de Toronto se canta o hino do Canadá e nas escolas católicas os alunos também fazem oraçao e vao à missa uma vez na semana. E isso na escola pública! Jamais isso será imaginado aqui em Montréal, onde é necessário haver igualdade de crenças e nenhuma religiao pode ser imposta ou mesmo sugerida pelo estado.

Aluguéis: soubemos que é possível morar, por exemplo, em North York, por quase 2 mil dólares por mês em um apartamento do tamanho do nosso aqui. (3 quartos, 2 banheiros). Aqui, há 5 minutos de carro do centro, pagamos pouco menos de 1.500 dólares. Para pagar isso teríamos que morar talvez em Oakville, que fica a aproximadamente 40km do centro de Toronto. Lá, pelos mesmos 2 mil dólares, soubemos que é possível alugar um casao com 4 quartos, basement, garagem coberta, etc. Mas 40km é quase a mesma distância de Montréal à Saint-Jerôme, ou seja, muito longe. Para nós, que gostamos de morar perto do centro, acaba sendo melhor ficarmos por aqui mesmo.

Enfim. como falamos, foi um monte de informaçao que pode ser útil para as pessoas que estao decidindo sobre onde morar, e cada um tem a sua opiniao com base naquilo que tem valor para si. Como opiniao pessoal, Toronto se parece mais com os EUA e Montréal é uma cidade com características européias. Pra mim, Toronto parece o fervo do trabalho contra a vida pacata de Montréal, ou ainda como comparar Sao Paulo e Curitiba, onde morávamos. Ainda existe a questao cultural de Montréal, onde o agito está sempre acontecendo e sempre tem coisa pra fazer. Particularmente, nao gosto dos imóveis duplex ou triplex de Montréal com aquelas escadinhas de ferro na frente, e nao vi nada disso em Toronto. Por outro lado, estar aqui pertinho do centro também é muito importante pra nós, por causa das crianças, das universidades que sao todas no centro, e do meu trabalho. Assim, acabamos ficando por aqui, por enquanto...

E vamos seguindo com passos firmes de quem sabe onde quer chegar!
Abraçao e a Paz

6 comentários:

Lucinei disse...

Interessantes impressões :) principalmente para quem não conhece a parte inglesa.

Abraços
Lucinei

Fabricio disse...

fiquei um pouco perdido, vocês poderiam explicar onde fica "lá" e onde fica "aqui" ?

Vocês ainda moram ou se mudaram de Montreal para Toronto, ou vivem em uma 3 cidade não mencionada?

Vem junto disse...

Olá Igor
Gostei do Post!
Eu particularmente gostei muito do sistema de transporte de Montreal e isso acho que importa muito para o nouveau arrivant, para nós uma coisa é certa: temos de morar perto do metro.
Mais uma vez, agradecemos a noite agradável que vocês nos proporcionaram aí!
Abração!

Anônimo disse...

Ola Igor!

Excelente publicação, muito bem colocado todos os seus pontos. Estamos na fase final do processo aqui no Brasil e essa ainda é uma pergunta persistente.
Você acredita que alem de todas as informações que você citou, ainda existe um peso maior favorecendo Quebec do que a parte inglesa?
Em sua opinião, além de um “aparente” custo menor Montreal tem mais estrutura para receber um novo imigrante do que Toronto?
Obrigado novamente pelo comentário!

Abraços!
Eduardo
http://pierreonqc.wordpress.com

Lupatinadora disse...

Das vezes que fomos pra Québec de carro tivemos a clara sensação de entrar em outro país ao cruzar a fronteira das províncias.

Adoramos Toronto! E estamos de mudança para Beaches!

Paola Wortman disse...

Otimo post Igor!
Tenho saudades de ouvir frances todo dia e de ter a oportunidade de fala-lo mas fora isso estou mais que satisfeita com nossa mudanca. ja estava antes de termos arrumado emprego, agora entao ...
Beijos!