quarta-feira, 13 de abril de 2011

Notícias da gravidez e Atendimento hospitalar - Parte 2

Olá pessoal,
Aqui estou eu novamente tentando dividir um pouco da minha experiência vivida aqui no Canadá. O último post que escrevi foi dando notícias da gravidez e falando sobre o atendimento médico que venho recebendo por aqui. Terminei o post dizendo que contaria para vocês sobre o atendimento de emergência que recebi:

Atendimento de Emergência - Parte I


O primeiro atendimento de emergência que necessitei foi em março, quando tive um pequeno sangramento e precisei ir direto para o hospital. Como disse, diferente do Brasil , quando você tem qualquer emergência relacionada a gravidez você deve buscar direto o hospital e seu médico fica sabendo somente na próxima consulta. Assim procedemos e fomos direto para ala de emergência do hospital St. Mary.


A sala de espera estava lotada, mas como aqui grávida é tratada como rainha, fui atendida imediatamente. Fomos encaminhados para uma sala de atendimento onde a enfermeira coletou amostras para exames e logo apareceu um médico com um aparelho de ultrassom para verificar se o bebê estava bem. Esperamos até que o resultado dos exames estivessem prontos, onde tudo pareceu normal. A suspeita dos médicos foi referente ao fato da minha tipagem sanguínea ser Rh-, com isso meu corpo poderia estar produzindo anticorpos para expulsar o bebê. É um problema que a comunidade médica chama de Eritroblastose fetal. Imediatamente me aplicaram a vacina que impede a ocorrência do fato e me orientaram fazer repouso por algum tempo e caso fosse necessário retornasse. Detalhe é que minha médica já havia marcado a data para eu tomar a vacina, mas isso aconteceria somente no mês de abril, o que acabou sendo antecipado. Resultado, saí do hospital vacinada, com retorno marcado para nova avaliação para 1 semana depois. Senti-me super segura, percebi que eles realmente aplicaram os esforços necessários para manter meu bebê a salvo.
Atendimento de emergência - Parte II
Então, no último final de semana (09/04) fui novamente para o hospital, desta vez porque estava tendo contrações (sem dor), a cada 4 minutos. Como estou de 28 semanas (início do 7 meses) ainda seria muito cedo par ao Thiago nascer.

Depois que você atinge as 24 semanas não passa mais pela emergência geral do hospital. Fomos direto para ala neonatal. Chegamos lá e novamente fomos atendidos prontamente. Da mesma forma coletaram amostras para exames e colocaram um aparelho em minha barriga que monitorava os batimentos cardíacos do bebê e as contrações.


Em resumo, acabaram não me deixando voltar para casa. Dormi no hospital, fiquei no soro durante todo o tempo tendo as contrações e batimentos do bebê monitorados pelos médicos e enfermeiros. Novamente senti-me bastante segura. Após algum tempo fui transferida para uma espécie de enfermaria, onde os quartos são separados por cortinas. O Igor dormiu comigo, em um sofa-cama, bem desconfortável, eheheh.


Ele ficou para me dar apoio com o que eu precisasse além de ter sido meu intérprete até a hora que dormiu como uma pedra e não acordou mais. Resultado, eu tive que me virar para falar com as enfermeiras e os médicos que voltavam no decorrer da madrugada, eheheh. Meu inglês está melhorando e eu estou me sentindo cada vez mais confiante.


No domingo pela manhã o Igor foi pra casa para dar suporte aos nossos filhos (13 anos), que ficaram em casa. Passei a manhã toda me virando com o meu inglês, foi muito bom para eu perceber que já sou capaz de dar conta das coisas.

Saí do hospital no meio da tarde sob recomendações de fazer repouso. Agora estou eu aqui, em casa, de molho. Nem da casa posso cuidar direito, ninguém me deixa fazer nada. Me restrinjo a cozinhar e lavar alguma louça. Igor e as crianças me ajudam bastante, enquanto todos cuidamos para que o Thiago venha no tempo certo.


No próximo post falarei do curso de inglês e como o avanço está acontecendo. Até lá seguimos como sempre com passos firmes de quem sabe onde quer chegar....

4 comentários:

Marcia disse...

Oi Cris, que bom que vc tá se sentindo segura com o atendimento daí. Tô torcendo pro Thiago chegar na época certinha. Ele vai ser o xodó hein, um bebê com 2 irmãos adolescentes, imagino como ele vai ser mimado e adorado(rs). Me tira uma curiosidade, vc tá aprendendo inglês e não francês? Outra coisa, vc sabe se o nome Thiago é conhecido na língua francesa? Aqui em Vancouver ninguém nunca viu o nome Thiago e chamam meu filho de Thieigo (acho que eu já te disse isso).
Muita saúde pra vc e pro Thiaguinho,
bjs
Marcia

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

E trate mesmo de ficar em repouso e aproveite a ajuda da familia.

E a vida segue...

Juliana, Angelo e Miguelzinho disse...

Oi Cris,

Ja estavamos com saudades de ler um post seu.....
Ficamos super felizes que as experiencias médicas tenham sido bem positivas, estamos torcendo por voces e gostariamos de parabenizar mais uma vez voces por essa bençao de Deus que esta ai na sua barriguinha. Um gende beijo a todos e felicidades

Glacymar disse...

BDia queridos e Mágicos SCHULTZ...
Sei que Papai do Céu esta no comando e esta tudo certo. Parabéns por serem tão intimos de Papai do Céu.
Tudo é manifestação da Vida de DEUS.
Deus é o Centro e o resto é resto mesmo. Muitos Beijos Glacymar