quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Les Plus Pauvres au Canada???

Pois zé, pessoal...

Hoje, o jornal Argent, que é tipo um Valor Econômico aqui de Montréal, saiu com o resultado de uma pesquisa do HEC Montréal, que é algo como uma FGV no Brasil, onde diz que mais de três quartos dos québecois possuem um poder de compra inferior ao do resto do Canadá. Um economista muito respeitado chamado Martin Coiteux publicou a pesquisa. De acordo com ele, isso se deve aos seguintes fatores:
  • Os caras são menos chegados ao trabalho (trabalham menos horas por semana que os pares das outras províncias);
  • Fazem menos dinheiro que o resto dos trabalhadores canadenses;
  • Possuem menos formação e estudo;
  • Se aposentam mais cedo;
  • A taxa de desemprego aqui é maior.
No frigir dos ovos, em 2010 o PIB per capita do Québec era de $ 7,400, menor que a média das outras províncias. Em termos de receita, os trabalhadores locais recebem por ano $ 4,000 a menos que a Colômbia-Britânica, $ 5,000 a menos que Ontario, e $ 8,000 a menos que Alberta, a mais próspera província canadense, sem dúvida. De acordo com a pesquisa, entre 2005 e 2009 o poder de compra subiu bastante em todas as províncias e não foi acompanhado pelo Québec (veja gráfico na página 13 da pesquisa). Terra-Nova e Labrador e as Maritimes (New-Foundland, Nova Scotia e Prince Edwards) ainda estão na rabeira, mas o poder de compra deles também está subindo rápido e a tendência é passar o nosso. Por isso, o título da matéria é "Os Québécois em breve os mais pobres do Canadá"....

E estas cifras são depois de considerar o repasse de impostos federais para Québec. Por exemplo, no caso de Ontario, a diferença seria de $ 7,000 doletas caso não houvesse este repasse. Além disso, o tal "custo de vida mais baixo" em Québec já não é mais tão verdade conforme o pesquisador, pois os preços dos bens e serviços tem aumentado nos últimos 3 anos. Olhando o gráfico da página 12 da pesquisa, no entanto ainda existe uma diferença de custo da "cesta-básica" entre a Belle Province e as outras: Ontário 5% mais caro (caindo), Colúmbia-Britânica 5% mais caro (caindo), Alberta 10% mais caro (subindo), etc. Na página 20 tem um exemplo de diferença de receita líquida entre Ontário e Québec bem explicadinho que vale a pena olhar.

Bem, eu escrevi isso porque estamos com uma pulguinha começando a se manifestar atrás de nossa orelha sobre a possibilidade de nos mudarmos para o lado inglês, e decidi começar a buscar algumas informações sobre isso e tenho sido bastante aconselhado a pensar sobre o assunto. Não é algo simples de se fazer a curto prazo, nem decidido, nem desesperado, mas vamos tentar descobrir mais. Este mês de janeiro fecharam-se algumas fábricas e headquarters de grandes empresas aqui em Montréal por motivos diversos, mas as coisas parecem estar ligadas. Para aqueles que estão vindo para o Québec, parece que a economia local está desacelerando naturalmente...

Mas continuamos sempre com passos firmes de quem sabe onde quer chegar!

Abração e a Paz
Igor Schultz

5 comentários:

Beta Takaki disse...

Muito bom o post! Quando saimos de Montreal, chegamos a morar no lado ingles, Vancouver, e eu particularmente adorei o estilo de vida deles, que eh bem diferente do QUebec. Alem de viver em um lugar que fala apenas uma lingua, facilita nossa vida. =) Acho super valido conhecer o lado ingles. Boa sorte pra voces!

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Não quero influenciar em nada vocês, mas após 2 semanas em Calgary já deu pra ver quão certa nossa escolha foi.

E a vida segue...

Filipe Moreira disse...

Igor, interessante a matéria.

De toda forma, será que o problema maior não está nos próprios quebecois? Digo, eles próprios não buscam formação, eles próprios buscam se aposentar mais cedo, eles próprios não se tornam competitivos para concorrer as poucas vagas existentes?

Tudo isso pode ser um alto agravante. Poderia haver um estudo semelhante para os imigrantes, e profissionais qualificados no Québec, visando validar esta mesma realidade.

Para ti, há algum motivo em especial para pensarem em ir para a parte inglesa?

Abraços.

Carlos, Fernanda e Anna Luiza disse...

Excelente Igor,
Ja conversamos no onibus indo para o trabalho sobre Quebec x resto do Canada. Veio tudo a se comprovar agora com esse estudo. Chegou a hora de mirar para o outro lado...rapidamente.
Abcs
Carlos

Cleberson e Sabrina disse...

Oi Igor,

Eu e minha família chegaremos em Montréal em abril. Temos um filho da idade do seu e gostaria de saber se ele tem msn ou facebook para o meu Gabriel entrar em contato e tirar as dúvidas dele e fazer amizade?

Obrigada
Sabrina

Blog: www.juntosnoquebec.blogspot.com